76.

     Alice nunca conseguiu entender direito, refletindo sobre isso mais tarde, como tinham começado: tudo de que se lembrava é que estavam correndo de mãos dadas, e a Rainha corria tão depressa que ela mal conseguia acompanhá-la. Mesmo assim, a Rainha não parava de gritar "Mais rápido! Mais rápido!", mas Alice sentia que não podia ir mais rápido, embora não lhe sobrasse fôlego para dizer isso.
     O mais curioso nisso tudo era que as árvores e as outras coisas em volta delas nunca mudavam de lugar: por mais depressa que ela e a Rainha corressem, não pareciam ultrapassar nada. "Será que todas as coisas estão se movendo conosco?" pensou, atônita, a pobre Alice. E a Rainha pareceu lhe adivinhar os pensamentos, pois gritou "Mais rápido! Não tente falar!"
     Não que Alice tivesse a menor inteção de fazer isso. Tinha a impressão de que nunca conseguiria falar de novo, tão sem fôlego estava ficando; mesmo assim, a Rainha gritava "Mais rápido! Mais rápido!" e a arrastava consigo. "Estamos chegando?" Alice conseguiu arquejar finalmente.
     "Chegando!" a Rainha repetiu. "Ora, passamos por lá dez minutos atrás! Mais rápido!" E correram em silêncio por algum tempo, o vento assobiando nos ouvidos de Alice e, imaginou, quase lhe arrancando fora os cabelos.
     "Vamos! Vamos!" gritou a Rainha. "Mais rápido! Mais rápido!" E correram tão depressa que por fim pareciam deslizar pelo ar, mal roçando o chão com os pés, até que de repente, bem quando Alice estava ficando completamente exausta, pararam, e ela se viu sentada no chão, esbaforida e tonta.
     A Rainha a recostou contra uma árvore e disse gentilmente: "Pode descansar um pouco agora."
     Alice olhou ao seu redor muito surpresa. "Ora, eu diria que ficamos sob esta árvore o tempo todo! Tudo está exatamente com era!"
     "Claro que está", disse a Rainha, "esperava outra coisa?"
     "Bem, na nossa terra", disse Alice, ainda arfando um pouco, "geralmente você chegaria em algum outro lugar... se corresse muito rápido por um longo tempo, como fizemos."
     "Que terra mais pachorrenta!" comentou a Rainha. "Pois aqui, como vê, você tem de correr o mais que pode para continuar no mesmo lugar. Se quiser ir a alguma outra parte, tem de correr no mínimo duas vezes mais rápido!"

tapas e beijos |  fonte